​Estreia do segundo espetáculo do projeto Poesia em Voz Alta lota o auditório da ANE

#

Na noite da última sexta-feira (9), mais de 100 estudantes e convidados lotaram o Auditório Cyro dos Anjos, da Associação Nacional de Escritores (ANE) para conferir a estreia do segundo espetáculo do projeto Poesia em Voz Alta. Os poetas Valdenor de Almeida e João Santana são os convidados dessa segunda série de apresentações, que continuará na próxima semana. Eles mostraram a arte do cordel e da cantoria a uma plateia atenta, formada principalmente de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O primeiro poema, Vida Sertaneja, de Patativa do Assaré, serviu para mostrar como funcionaria a apresentação dali em diante. O ator Pedro Caroca interpretou o texto e logo depois disse versos de Romance do Vaqueiro Voador, do poeta João Bosco Bezerra Bonfim, mediador do espetáculo. A plateia o ajudava entoando junto a estrofe que se repetia:

“Ei-lo voando entre os prédios
Para o campo paramentado:
Peitoral, perneira, gibão,
Chapéu passado o barbicacho.
Voou no rabo da rês Mas só chão havia embaixo.”

João Bosco, com a ajuda do público, desvendou o significado de algumas das palavras. Muitos dos que estavam ali são de origem nordestina e se identificaram com os versos. Seu Edivaldo de Sousa, 63 anos, que estuda no Paranoá, sabia muito bem o que queria dizer peitoral, perneira e gibão, pois ele mesmo já foi vaqueiro, na época no Nordeste. “Eu me identifiquei, porque conhecia tudo o que eles falaram”, disse ele, que é natural do Piauí.

Foto: Cícero BezerraJoão Bosco Bezerra Bonfim, mediador e curador do Projeto Poesia em Voz Alta


Logo depois, João Santana e Valdenor de Almeida, cantadores premiados do Distrito Federal, começaram a improvisação em sextilhas, com temas suscitados pela plateia. Também brincaram com um Voa Sabiá, acompanhado do ritmo das palmas dos estudantes.

A concentração deles impressionou a professora Rosa Vasconcelos, da Escola Classe 1 do Itapoã. “Esse ambiente da poesia é maravilhoso, é rico. Eu tenho só a agradecer pelo convite”, comemorou. “Foi muito importante para eles se verem representados. É um momento que eles saem da escola e resgatam as raízes, pois muitos são nordestinos”, observou a professor Vânia Valadão, da Escola Classe do Varjão.

Foto: Cícero BezerraValdenor de Almeida, durante o espetáculo Foto: Cícero BezerraO poeta e cantador João Santana


Para o presidente da ANE, Fabio de Sousa Coutinho, o espetáculo representa a fabulação do cordel no seio da literatura mais tradicional. “Tudo isso foge completamente da nossa rotina na ANE e ao mesmo tempo nos lembra das origens brasileiras mais autênticas”, destacou, após a apresentação.

“Tudo isso foge completamente da nossa rotina na ANE e ao mesmo tempo nos lembra das origens brasileiras mais autênticas”
Fabio de Sousa Coutinho, presidente da ANE
Foto: Cícero BezerraFabio de Sousa Coutinho, presidente da ANE

Assista ao vídeo sobre o espetáculo:

assinaturasAPRESENTAÇÃOPROMOTORA